16 agosto, 2010

Tum-dum.

Tum-dum...
Tum-dum...
É o meu coração batendo,
O sangue pulsando
E o meu cérebro fervendo.

Tum-dum...
Tum-dum...
Este barulho me atormenta.
Fico surda, muda e tensa.
Mas ainda sinto o tum-dum.

Tum-dum...
Tum-dum...
Quando deixarei de te escutar?
Finalmente poderei me ouvir?
Sem este tum-dum me contrariar?


Tum-dum...
Tum-dum...
Me lembra o tic-tac de uma bomba relógio.
E sem ao menos um prévio aviso,
Explode em amor ou ódio.


Tum-dum...
Tum-dum...
Agora eu acho que já chega!
Minha mente se entorpece,
E o sono me aconchega.

4 comentários:

  1. nossa seu blog tambem e de mais rsrs parabens adorei essa poesia tambem rs :D

    ResponderExcluir
  2. Eu amei seu blog.
    O jeito que você se expressa é incrível.
    Tenho um blog também: http://minhavidameusamores1000.blogspot.com/

    Nele conto minhas aventuras e desventuras.
    beijos
    Espero que goste.

    ResponderExcluir
  3. Definitivamente você é gótica...

    ResponderExcluir
  4. Muito legais os dois blogs.
    Adorei o poema linda!

    ResponderExcluir