26 abril, 2017

Vinho

Meu Vinho está quase acabando..
mas ele, mesmo sendo pouco, fez meu coração bater mais uma vez..
Estou triste, não quero este sentimento q está nascendo em mim.
Não há pq disto..
Só amizade estava indo muito bem..
Pq eu tinha q te olhar de um outro modo?
foi involuntário..eu sei.
E as vezes por causa deste sentimento..q eu ainda n sei o q é e que não consigo controlar,
brigo com você.
A Culpa é somente minha..sei disso.
Minha mente está fragmentada..sentir isso n é coerente..não neste momento..e muito menos por você.
Tu n merece isso..
Eu preciso te enterrar...alias..eu preciso te arrancar de mim..já n aguento mais ficar pensando em vc.
Hoje será a ultima vez que falarei com você.
Me desculpe pelo incomodo.
Adeus.

4 paredes

As 4 paredes foram se fechando,
me sufocou até eu n aguentar mais.
Tornou-se minha casca, uma proteção..
Mas n tinha o que proteger..eu estava vazia..
Agora esta casca quebrou-se e estou perdida no mundo.
Sou uma esponja, absorvendo todos os sentimentos ao meu redor...
Me contorço em lágrimas e os sentimentos se esvaem..
Fico ao léu..
Ninguém..não há ninguém..
nenhuma mão amiga..Nada.
Não estou mais perdida entre 4 paredes.
Eu me perdi..apenas.

24 abril, 2017

Vazio

Encaro o monitor, penso no que escrever..
outrora tinha tantos sentimentos
hoje nada sai de mim.
Onde antes era a carne, manchada de sangue
violada e sofrida..
hoje está o vazio.
não sei se terei algo mais a escrever..
a melancolia passou, o sofrer passou.
antes eu tinha tanto a dizer..
agora nada mais..
apenas o nada mesmo..sem cor.
até as trevas me abandonou.

23 abril, 2017

Devaneio

Silêncio entorpecedor..
Frio..muito frio..
Trevas..
Eu.
Por um momento pensei..ah..
..deixa quieto.
Por um momento estendi minha mão..
ah...tenho que parar com isso.
Por um momento..
..esquece..
foi só um devaneio..
infantil..inconsenquente.
Momento de puro egoismo.
mas eu pensei q esse momento seria diferente..
mas eu n sei lidar com meus momentos..
nem com meus desvarios.. 
Coisas q imagino..e não sei pq..
se os fatos estão ali..na minha frente..
em meio a escuridão é tudo o que enxergo.. 
e mesmo assim..o que meus olhos não vê,
meu coração sente.
Quanta burrice é esse querer e jamais poder ter.
Melhor assim...

15 abril, 2017

Mar de Ilusões.

Estou neste bote, perdida no meio do mar..
está escuro, frio e não tem como eu pedir ajuda.
As vezes aparecem Navios..eu grito, aceno..
mas sou muito pequena..eles n me veem..
continuo navegando, perdida..
Vejo outros botes como o meu,
tento me aproximar, mas a medida em que chego perto
eles vão para a direção contrária.
Eu n quero incomodar ninguém..só queria uma compania..
Pois é ruim ficar neste mar de ilusões sozinha.
Desisto de navegar..está escuro demais..apesar que
se eu olhar para cima, as estrelas brilham mais e mais.
Deito..e encaro as estrelas..elas parecem ser uma boa compania..
Como eu queria estar perto delas..alias..
Perto daquela pequena estrela quase sem brilho..que conheço faz anos..
e que sempre esteve ali, pra conversar comigo.
Queria estar com vc..e não nesse mar que não acaba.
Estou perdida.
Me guie estrela..
ah..
triste fim.

11 abril, 2017

Amor

Primeiro tem a carne, depois ossos e sangue..
e bem no meio uma fina camada de gelo
Abaixo um cofre de metal e dentro desse cofre uma parede de madeira
essa madeira originou-se dos ramos espinhentos q envolvem meu coração..
e a cada decepção, uma nova camada se forma..
mas a rama de espinhos estará sempre lá
cada vez mais apertando..sangrando e ferindo..
e nenhum toque caloroso fará o gelo derreter..
se nem da primeira camada passam
jamais tocarão no meu coração
e curarão as feridas causadas pelos espinhos..
A camada de gelo só aumenta..
o cofre de metal já está gelado
e a parede de madeira inchada de tão molhada
a agua atravessa os espinhos e mistura-se ao sangue
e minhas feridas choram. 
Enxugo esta purulenta meleca que sai dele
não quero que ele apodreça, ainda..
Antes transformarei as feridas em armas,
O que era para ser um canteiro de flores
Floreceu noutra coisa..
sim..
uma coisa..
não é ódio..
nem tristeza..
muito menos antipatia.
Floreceu em trevas, 
e nas trevas permanecerá.

05 abril, 2017

Chuva

Caminho pela rua
é uma noite serena e agradável.
Ouço trovoadas vindo de longe
mas não me importo, sei que vou me molhar.
Chuva cai, molha meu corpo
Mistura-se as lágrimas q caem do meu rosto
sinto-me atordoada...
desesperada...
incapaz...
Ergo minha cabeça, respiro bem fundo.
Continuo andando pela rua,
na noite mais chuvosa do ano
Mesmo o céu estando limpo
e a Lua Cheia clareando tudo..
Ah..a chuva era dentro de mim.

21 março, 2017

Insanidade

"Penso em vc, mas vc n existe, ou se existe eu ainda n encontrei..
Penso em vc, meus lábios tocando o teu corpo, fica um gosto na boca que eu nunca soboreei.
Penso em vc, meus dedos roçando o teu cabelo, nossos olhos se encontrando, acordo e vejo o vazio.
Penso em vc, tão real quanto a minha vida, só que ela é apenas uma existencia e vc n existe.
Penso em vc, teus lábios de encontro aos meus, um beijo doce, molhado e demorado, abro os olhos e vc se desfez no ar.
Penso em vc, sim eu penso em vc..mas vc n pensa em mim até pq vc nem está aqui, nem ali e nem lá, n está em nenhum lugar...mas eu continuo pensando em vc..."